Notícias‎ > ‎

Por um Estado do Emigrante, autônomo independente, capaz de assumir a gestão institucional da emigração

postado em 15 de mai de 2011 09:53 por Fernanda Weiden

Não queremos fazer reivindicações ao governo, queremos autonomia e poder para resolvermos nós mesmos nossos problemas.

Importante – nossa luta por um Estado do Emigrante é um movimento de cidadania como o dos Brasileirinhos Apátridas.

Quem quiser aderir não precisa assinar nenhuma declaração ou manifesto, apenas ser favorável ao objetivo principal de uma autonomia para os emigrantes, com uma Federação de Conselhos de Comunidades ou similar e parlamentares emigrantes eleitos pelos emigrantes. A maneira como esse conceito de Estado do Emigrante deve se concretizar está em aberto e todos podem colaborar com sugestões ou ações locais.

Quem quiser se constituir em célula local ou como membro, pessoalmente ou como comunidade, nos territórios de emigração, basta declarar essa vontade sem qualquer exigência ou comprometimento.

Cada célula é autônoma e pode exercer sua criatividade em prol de um Estado do Emigrante como melhor entender com liberdade total de ação.

Não há um poder central nem uma ONG diretora, este site só existe para dar uma certa unidade, fazer sugestões, agir junto às autoridades quando for preciso, ajudar na organização de manifestações internacionais, para que a idéia cresça, se desenvolva e se concretize de maneira livre e sem pré-formatação.

Este movimento de cidadania é apolítico, láico, sem depender de denominações religiosas ou de grupos financeiros, única maneira de garantir sua independência.